trendcoffee
trendcoffee:

Trend Alert! Amish
Os estilos de vida ortodoxos são a inspiração da vez
por Gregory Martins
Nos últimos anos a figura do homem ficou mais rural, um contraponto ao estilo de vida agitado e cosmopolita repleto de poluição (visual e ambiental). Esse ‘sopro de ar fresco’ veio ao encontro de duas grandes vertentes. A primeira é a do homem saturado de sua própria rotina que vê o campo não como uma opção de moradia, mas como uma fuga, uma forma de relaxamento e lazer. Já a segunda denota o olhar sobre culturas distantes e forças de trabalho mais familiares, casos explorados como o aumento de turismo na Ásia (conhecida por suas microculturas rurais) e o crescente espaço dado a América do Sul na mídia mundial (vista pelos países desenvolvidos como de mão de obra primária). O caminho do ‘novo homem do campo’ até os amish foi fácil.

 Os amish são um grupo religioso conservador que se estabeleceu em regiões dos Estados Unidos a partir do século XVIII vindos da Suíça. Seu estilo de vida segue as leis do Bispo, maior autoridade dentro das comunidades, e os preceitos bíblicos. O fascínio em torno dos amish é o de comunidade isolada, tecnológica e estruturalmente, da sociedade atual. O fato de não usarem, tampouco serem dependentes, de aparelhos que não os manuais para a realização de suas tarefas e suas vestimentas serem feitas a mão por cada casa seguindo moldes de vários séculos atrás chama a atenção.

Não apenas essa comunidade ficou em evidência, como também diferentes grupos religiosos e conservadores em seu lifestyle começaram a despontar na moda. Mórmons, devixes, judeus ortodoxos, hindus e tantos outros estão sendo abordados. A inspiração se concentra muito mais na elaboração da peça, questões como o volume, mudanças sutis na silhueta, estrutura e materiais. É menos próximo das imagens sacras estampadas pela Dolce&Gabbana, por exemplo, com seu caráter ilustrativo. Alguns dos efeitos mais concretos, e superficiais, que podemos elencar são a disseminação da gola padre, suspensórios finos, o apego a cores escuras e a sobreposição de mesmo ou tom muito semelhantes. Outro ponto são os chapéus, em franco retorno à moda após as múltiplas possibilidades expostas aos modelos fedora e panamá nos últimos anos, que pegaram de vez.

Seja de forma mais óbvia ou seja subentendido, a cultura e sobretudo a estética amish tem tomado diferentes mercados. Na televisão, por exemplo, Mundo Amish, Amish Mafia e Living With The Amish são alguns exemplos. Quer um exemplo ainda mais claro? Que tal o crescente movimento por barbas longas e bem fartas?
Em busca de um estilo de vida desacelerado e possibilidades mais naturais em meio ao aquecimento global, a moda ainda tem muito a se inspirar.

trendcoffee:

Trend Alert! Amish

Os estilos de vida ortodoxos são a inspiração da vez

por Gregory Martins

Nos últimos anos a figura do homem ficou mais rural, um contraponto ao estilo de vida agitado e cosmopolita repleto de poluição (visual e ambiental). Esse ‘sopro de ar fresco’ veio ao encontro de duas grandes vertentes. A primeira é a do homem saturado de sua própria rotina que vê o campo não como uma opção de moradia, mas como uma fuga, uma forma de relaxamento e lazer. Já a segunda denota o olhar sobre culturas distantes e forças de trabalho mais familiares, casos explorados como o aumento de turismo na Ásia (conhecida por suas microculturas rurais) e o crescente espaço dado a América do Sul na mídia mundial (vista pelos países desenvolvidos como de mão de obra primária). O caminho do ‘novo homem do campo’ até os amish foi fácil.

Os amish são um grupo religioso conservador que se estabeleceu em regiões dos Estados Unidos a partir do século XVIII vindos da Suíça. Seu estilo de vida segue as leis do Bispo, maior autoridade dentro das comunidades, e os preceitos bíblicos. O fascínio em torno dos amish é o de comunidade isolada, tecnológica e estruturalmente, da sociedade atual. O fato de não usarem, tampouco serem dependentes, de aparelhos que não os manuais para a realização de suas tarefas e suas vestimentas serem feitas a mão por cada casa seguindo moldes de vários séculos atrás chama a atenção.

Não apenas essa comunidade ficou em evidência, como também diferentes grupos religiosos e conservadores em seu lifestyle começaram a despontar na moda. Mórmons, devixes, judeus ortodoxos, hindus e tantos outros estão sendo abordados. A inspiração se concentra muito mais na elaboração da peça, questões como o volume, mudanças sutis na silhueta, estrutura e materiais. É menos próximo das imagens sacras estampadas pela Dolce&Gabbana, por exemplo, com seu caráter ilustrativo. Alguns dos efeitos mais concretos, e superficiais, que podemos elencar são a disseminação da gola padre, suspensórios finos, o apego a cores escuras e a sobreposição de mesmo ou tom muito semelhantes. Outro ponto são os chapéus, em franco retorno à moda após as múltiplas possibilidades expostas aos modelos fedora e panamá nos últimos anos, que pegaram de vez.

Seja de forma mais óbvia ou seja subentendido, a cultura e sobretudo a estética amish tem tomado diferentes mercados. Na televisão, por exemplo, Mundo Amish, Amish Mafia e Living With The Amish são alguns exemplos. Quer um exemplo ainda mais claro? Que tal o crescente movimento por barbas longas e bem fartas?

Em busca de um estilo de vida desacelerado e possibilidades mais naturais em meio ao aquecimento global, a moda ainda tem muito a se inspirar.